Museu Municipal de Loulé

Museu Municipal de Loulé Museu Municipal de Loulé O Museu Municipal de Loulé é um museu polinucleado que convida as pessoas a percorrer o território e a descobrir as suas histórias, passando por Salir, Alte e Querença.

Núcleo sede:

Contamos a história do Concelho de Loulé através dos objetos que as suas gentes utilizaram desde a pré-história até à época moderna. Convidamos a percorrer um território – desde a serra, ao barrocal, até ao litoral – para descobrir como o espaço foi ocupado, vivido e dividido. Cozinha Tradicional:

A Cozinha Tradicional proporciona uma viagem às cozinhas das casas da serra e beira-se

Núcleo sede:

Contamos a história do Concelho de Loulé através dos objetos que as suas gentes utilizaram desde a pré-história até à época moderna. Convidamos a percorrer um território – desde a serra, ao barrocal, até ao litoral – para descobrir como o espaço foi ocupado, vivido e dividido. Cozinha Tradicional:

A Cozinha Tradicional proporciona uma viagem às cozinhas das casas da serra e beira-se

Funcionando normalmente

Convidamo-lo a participar na apresentação do livro "Trabalhar e Viver no século XXI - Estudos do trabalho em Portugal", ...
03/09/2021

Convidamo-lo a participar na apresentação do livro "Trabalhar e Viver no século XXI - Estudos do trabalho em Portugal", da autoria de Duarte Rolo, Raquel Varela e Roberto Della Santa.
O evento, integrado V Conferência Anual do Observatório para as Condições de Vida e Trabalho, irá decorrer no próximo dia 9 de setembro, pelas 19 horas no Auditório do Convento do Espírito Santo, em Loulé.

#loule2021
#museuloule

Convidamo-lo a participar na apresentação do livro "Trabalhar e Viver no século XXI - Estudos do trabalho em Portugal", da autoria de Duarte Rolo, Raquel Varela e Roberto Della Santa.
O evento, integrado V Conferência Anual do Observatório para as Condições de Vida e Trabalho, irá decorrer no próximo dia 9 de setembro, pelas 19 horas no Auditório do Convento do Espírito Santo, em Loulé.

#loule2021
#museuloule

Breve Curso de Cerâmicas RomanasO Museu de Loulé associa-se ao Breve Curso de Cerâmicas Romanas que irá realizar-se entr...
02/09/2021

Breve Curso de Cerâmicas Romanas

O Museu de Loulé associa-se ao Breve Curso de Cerâmicas Romanas que irá realizar-se entre 1 e 2 de outubro de 2021, destinado preferentemente a profissionais de Arqueologia que trabalhem em meio urbano.
O curso, que terá lugar nas instalações da Direção Regional de Cultura do Algarve e do Museu Municipal de Faro, é uma organização do CEAACP - Universidade do Algarve, e da UNIARQ - Universidade de Lisboa, com a colaboração do Museu Municipal de Loulé, do Museu Municipal de Faro e da Direção Regional de Cultura do Algarve. É um curso gratuito, com uma componente essencialmente prática, virada para a identificação de cerâmicas romanas.
Os formandos, se assim o desejarem, poderão trazer algumas cerâmicas romanas para as sessões para aí treinarem na sua identificação. As inscrições, limitadas a 20 vagas, poderão ser feitas até ao dia 24 de setembro preenchendo a ficha de inscrição abaixo:

Ficha de inscrição
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdRRP6D87s-H_Fp3jXqh08EIrIFgCcPw2LkdOpldMQLbNstOQ/viewform

#loule2021
#museuloule

Breve Curso de Cerâmicas Romanas

O Museu de Loulé associa-se ao Breve Curso de Cerâmicas Romanas que irá realizar-se entre 1 e 2 de outubro de 2021, destinado preferentemente a profissionais de Arqueologia que trabalhem em meio urbano.
O curso, que terá lugar nas instalações da Direção Regional de Cultura do Algarve e do Museu Municipal de Faro, é uma organização do CEAACP - Universidade do Algarve, e da UNIARQ - Universidade de Lisboa, com a colaboração do Museu Municipal de Loulé, do Museu Municipal de Faro e da Direção Regional de Cultura do Algarve. É um curso gratuito, com uma componente essencialmente prática, virada para a identificação de cerâmicas romanas.
Os formandos, se assim o desejarem, poderão trazer algumas cerâmicas romanas para as sessões para aí treinarem na sua identificação. As inscrições, limitadas a 20 vagas, poderão ser feitas até ao dia 24 de setembro preenchendo a ficha de inscrição abaixo:

Ficha de inscrição
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdRRP6D87s-H_Fp3jXqh08EIrIFgCcPw2LkdOpldMQLbNstOQ/viewform

#loule2021
#museuloule

Caro visitante dos espaços culturais da Divisão de Cultura, Museu e Património da Câmara Municipal de Loulé.Convidamo-lo...
31/08/2021

Caro visitante dos espaços culturais da Divisão de Cultura, Museu e Património da Câmara Municipal de Loulé.

Convidamo-lo a contribuir para que possamos atingir o objetivo fulcral de melhorar a prestação dos nossos serviços, através da resposta ao inquérito de satisfação que estará ao vosso dispor de 1 de setembro a 31 de outubro de 2021.
Este inquérito tem por objetivo a recolha de dados sobre a qualidade do serviço prestado nos vários espaços culturais geridos pelo nosso Museu e Galerias, com base na avaliação da satisfação dos seus utentes/visitantes.
Pretende-se que este inquérito seja respondido por quem efetivamente utiliza estes serviços da Câmara Municipal de Loulé, de modo a conhecermos a perceção que os utilizadores têm quanto ao funcionamento, desempenho e expetativas relativas à qualidade do serviço prestado.

Para responder ao inquérito pode aceder através dos seguintes links:
• Versão em Português https://forms.gle/SfZen7DfchekttiJ9
• Versão em Inglês https://forms.gle/nogmdkKpcXu8Ne7LA
• Versão em francês https://forms.gle/yZ9fnaBv1Uv75VsH6

Agradecemos, desde já, a sua colaboração!

#loule2021
#museuloule

Caro visitante dos espaços culturais da Divisão de Cultura, Museu e Património da Câmara Municipal de Loulé.

Convidamo-lo a contribuir para que possamos atingir o objetivo fulcral de melhorar a prestação dos nossos serviços, através da resposta ao inquérito de satisfação que estará ao vosso dispor de 1 de setembro a 31 de outubro de 2021.
Este inquérito tem por objetivo a recolha de dados sobre a qualidade do serviço prestado nos vários espaços culturais geridos pelo nosso Museu e Galerias, com base na avaliação da satisfação dos seus utentes/visitantes.
Pretende-se que este inquérito seja respondido por quem efetivamente utiliza estes serviços da Câmara Municipal de Loulé, de modo a conhecermos a perceção que os utilizadores têm quanto ao funcionamento, desempenho e expetativas relativas à qualidade do serviço prestado.

Para responder ao inquérito pode aceder através dos seguintes links:
• Versão em Português https://forms.gle/SfZen7DfchekttiJ9
• Versão em Inglês https://forms.gle/nogmdkKpcXu8Ne7LA
• Versão em francês https://forms.gle/yZ9fnaBv1Uv75VsH6

Agradecemos, desde já, a sua colaboração!

#loule2021
#museuloule

Memórias de AlteNuma noite de verão de agosto de 2012 o pátio exterior do Polo Museológico Cândido Guerreiro e Condes de...
31/08/2021

Memórias de Alte

Numa noite de verão de agosto de 2012 o pátio exterior do Polo Museológico Cândido Guerreiro e Condes de Alte “transformou-se numa eira” para acolher todos aqueles que se juntaram no Serão com as Gentes de Alte, intitulado “Milho-rei da desfolhada”.
Os participantes sentaram-se em redor de um monte de maçarocas de milho para fazerem a desfolhada. Era um trabalho comunitário, que se fazia outrora nas eiras, e que consistia em tirar as fatanas (desenfatanar) da maçaroca ou descamisar o milho. Há medida que se desfolhava a maçaroca, de quando em vez, ía aparecendo o milho-rei (maçaroca vermelha).
Segundo a tradição, que foi contada de diversas formas pelas pessoas presentes, a pessoa que encontrava o milho-rei numa versão teria que beijar e abraçar ou os homens ou as mulheres (dependendo se era uma senhora ou um senhor a encontrar o milho-rei), noutra versão teria apenas que dar um beijinho a uma pessoa e dizia:
Estamos na eira
É noite de desfolhada
Encontrei a maçaroca
Dei um beijo à minha amada.
No final miúdos e graúdos atiraram-se para cima do monte de fatanas (folhas secas do milho), tal como acontecia antigamente.

#loule2021
#museuloule
#memoriasdealte

Memórias de Alte – Recordar Alte na década de 40 (parte 9)A Casa do Povo de Alte teve sedes em diferentes locais da alde...
23/08/2021

Memórias de Alte – Recordar Alte na década de 40
(parte 9)

A Casa do Povo de Alte teve sedes em diferentes locais da aldeia antes das suas atuais instalações, que foram inauguradas a 4 de agosto de 1972. Esteve sedeada na Rua Poeta Cândido Guerreiro e por duas vezes na Rua Nova da Igreja, a primeira no armazém onde hoje funcionam as antigas instalações da Escola Profissional Cândido Guerreiro e depois a sede passou para a casa ao lado que pertencera a José Montes, um dos fundadores da Casa do Povo de Alte.
Nestas últimas instalações, antiga Casa do Povo, faziam-se reuniões, havia lá um rádio novo muito bonito onde os altenses escutavam as notícias e músicas, havia a assistência médica, havia sessões de leitura, entre outras atividades. Era lá servida, também, a Sopa dos Pobres e até as crianças ajudavam nessa tarefa. Todos os sábados de manhã vinham pobres de Alte e sua freguesia pedir esmola pelas portas e, por iniciativa do Grupo Amigos de Alte, era-lhes servida uma refeição quente. Hoje, felizmente, já não se veem pedintes de porta em porta.
(continua)
Sónia Silva

#museuloule
#loule2021
#voluntariadojovem2021

A exposição “Quando a minha avozinha era menina”, desenhos coloridos de Maya dos Termos, está patente no Polo Museológic...
20/08/2021

A exposição “Quando a minha avozinha era menina”, desenhos coloridos de Maya dos Termos, está patente no Polo Museológico Cândido Guerreiro e Condes de Alte e tem recebido algumas visitas, entre elas de vários grupos: Projeto [email protected] de Almancil; Unidade Sócio-Ocupacional para adolescentes da ASMAL de Loulé e ATL do Centro de Animação de Alte, respetivamente nos dias 5, 13 e 18 de agosto.
Os visitantes têm a oportunidade, através dos desenhos que contam a história da pequena Maria e da sua família de ficar a conhecer melhor a aldeia de Alte nos tempos antigos, com os seus costumes e tradições. É possível, também, relacionar objetos de outrora de uso quotidiano com os que existem nos dias de hoje.
Venha também fazer-nos uma visita!
Esperamos por si!

#museuloule
#loule2021
#voluntariadojovem2021

Decorreu entre 02 a 13 de agosto, mais uma ação de Voluntariado Jovem no nosso Museu. Os jovens participantes tiveram a ...
16/08/2021

Decorreu entre 02 a 13 de agosto, mais uma ação de Voluntariado Jovem no nosso Museu. Os jovens participantes tiveram a oportunidade de fazer parte da nossa equipa por estes dias.
Realizaram lavagens de material arqueológico, marcação e seriação de fragmentos cerâmicos ou de outros materiais arqueológicos. Conheceram alguns dos procedimentos usados na conservação e restauro de objetos museológicos e ainda experienciaram um pouco do trabalho em laboratório de um paleontólogo.
Um agradecimento a todos os voluntários!

#museuloule
#loule2021
#voluntariadojovem2021

Ainda está a tempo de se inscrever no terceiro turno (9 a 13 de agosto) do Voluntariado Jovem 2021. Inscrições: bancovol...
06/08/2021

Ainda está a tempo de se inscrever no terceiro turno (9 a 13 de agosto) do Voluntariado Jovem 2021.

Inscrições: [email protected] / 969 570 589 / 289 400 885

#museuloule
#loule2021
#voluntariadojovem2021

Ainda está a tempo de se inscrever no terceiro turno (9 a 13 de agosto) do Voluntariado Jovem 2021.

Inscrições: [email protected] / 969 570 589 / 289 400 885

#museuloule
#loule2021
#voluntariadojovem2021

No âmbito do Geopalcos Arte.Ciência.Natureza, realizou-se ontem, na Mina de Sal Gema, a visita e performance artística “...
05/08/2021

No âmbito do Geopalcos Arte.Ciência.Natureza, realizou-se ontem, na Mina de Sal Gema, a visita e performance artística “Osso do Mar”.

Entre os participantes, estiveram presentes crianças e jovens do ATL Saber Aprender. Os participantes tiveram oportunidade de colocar algumas questões ao artista/performer João Caiano, assim como de aprender um pouco mais sobre a História da Terra com o paleontólogo Hugo Campos.

#museuloule
#loule2021
#geoparquealgarvensis
#geopalcos

Ainda está a tempo de se inscrever na Mesa-Redonda “Caminhos de Ação Climática: Eficiência Hídrica e Energética”. Esta c...
03/08/2021

Ainda está a tempo de se inscrever na Mesa-Redonda “Caminhos de Ação Climática: Eficiência Hídrica e Energética”.

Esta conversa irá decorrer no próximo dia 6 de agosto, na Escola Profissional Cândido Guerreiro, em Alte, pelas 17h30, e insere-se no âmbito do Geopalcos Arte.Ciência.Natureza.

Lotação: 20 participantes.

As inscrições são gratuitas e obrigatórias: [email protected] ou 289 400 611.

#museuloule
#loule2021
#geoparquealgarvensis

Ainda está a tempo de se inscrever na Mesa-Redonda “Caminhos de Ação Climática: Eficiência Hídrica e Energética”.

Esta conversa irá decorrer no próximo dia 6 de agosto, na Escola Profissional Cândido Guerreiro, em Alte, pelas 17h30, e insere-se no âmbito do Geopalcos Arte.Ciência.Natureza.

Lotação: 20 participantes.

As inscrições são gratuitas e obrigatórias: [email protected] ou 289 400 611.

#museuloule
#loule2021
#geoparquealgarvensis

Memórias de Alte – Recordar Alte na década de 40 ( parte 8 )Na década de 40, a vida em comunidade era marcada pela amiza...
02/08/2021

Memórias de Alte – Recordar Alte na década de 40 ( parte 8 )

Na década de 40, a vida em comunidade era marcada pela amizade e pelo altruísmo.
Era costume manter a porta de casa sempre aberta enquanto se realizavam as tarefas quotidianas e durante as refeições, altura em que a gente passava na rua e dizia: “O que é que vocês estão comendo?”

Por altura do Natal ou no Ano Novo era costume fazer filhoses e oferece-las aos vizinhos. Toda a gente ajudava, levava, repartia e dividia. E quando matavam o porco também era a mesma coisa, salvo raras exceções!

Contam os mais antigos que, certa vez, o pai do Dr. Cândido Guerreiro não recebeu chouriças de ninguém, pois tinha morto o porco e não ofereceu nenhuma aos vizinhos, pelo que os mesmos lhe retribuiram da mesma forma. No ano seguinte, ele matou o porco e, com uma vara de chouriças, correu as ruas todas da aldeia acompanhado por dois homens enquanto dizia: “quem me deu o ano passado que tire este ano”. Como ninguém lhe tinha dado, também ninguém tirou.

São histórias que ficam gravadas.

(continua)

Sónia Silva
#museuloule
#loule2021
#memoriasdealte

Memórias de Alte – Recordar Alte na década de 40 ( parte 8 )

Na década de 40, a vida em comunidade era marcada pela amizade e pelo altruísmo.
Era costume manter a porta de casa sempre aberta enquanto se realizavam as tarefas quotidianas e durante as refeições, altura em que a gente passava na rua e dizia: “O que é que vocês estão comendo?”

Por altura do Natal ou no Ano Novo era costume fazer filhoses e oferece-las aos vizinhos. Toda a gente ajudava, levava, repartia e dividia. E quando matavam o porco também era a mesma coisa, salvo raras exceções!

Contam os mais antigos que, certa vez, o pai do Dr. Cândido Guerreiro não recebeu chouriças de ninguém, pois tinha morto o porco e não ofereceu nenhuma aos vizinhos, pelo que os mesmos lhe retribuiram da mesma forma. No ano seguinte, ele matou o porco e, com uma vara de chouriças, correu as ruas todas da aldeia acompanhado por dois homens enquanto dizia: “quem me deu o ano passado que tire este ano”. Como ninguém lhe tinha dado, também ninguém tirou.

São histórias que ficam gravadas.

(continua)

Sónia Silva
#museuloule
#loule2021
#memoriasdealte

Segredos desvendados – Banhos Islâmicos de Loulé Hoje damos a conhecer mais um pouco do trabalho realizado na área de Co...
30/07/2021

Segredos desvendados – Banhos Islâmicos de Loulé

Hoje damos a conhecer mais um pouco do trabalho realizado na área de Conservação e Restauro do nosso Museu.

Como se pode ver nas imagens, as técnicas procedem a um dos passos do restauro de objetos cerâmicos encontrados durante as escavações dos Banhos Islâmicos de Loulé. Após a colagem dos fragmentos cerâmicos e a reconstrução da forma da peça, procede-se à reintegração cromática (pintura) do gesso.

Sabia que o restauro deve sempre diferenciar-se do original, de forma a perceber o que é o restauro e o que é original da peça?

#museuloule
#loule2021
#banhosislamicos

Os espaços do atual Hospital de Loulé têm uma história com mais de 600 anos relacionada com o acolhimento de pessoas doe...
28/07/2021

Os espaços do atual Hospital de Loulé têm uma história com mais de 600 anos relacionada com o acolhimento de pessoas doentes. Durante o século XX, o hospital ainda manteria o nome de Hospital de Nossa Senhora dos Pobres, designação que remonta à sua origem no século XV.

Na exposição “A Saúde de uma comunidade. Loulé na I Metade do Século XX”, patente na Casa Memória do Século XX Eng. Duarte Pacheco, pode descobrir mais sobre as instalações e funcionamento deste hospital na primeira metade do século XX.

Agora com visitas orientadas às quintas-feiras, nos horários 10h00, 11h30, 14h00 e 15h30.

Inscrições gratuitas e obrigatórias: [email protected].

Limite de inscrições por cada grupo: 4.

#museuloule
#loule2021

Os espaços do atual Hospital de Loulé têm uma história com mais de 600 anos relacionada com o acolhimento de pessoas doentes. Durante o século XX, o hospital ainda manteria o nome de Hospital de Nossa Senhora dos Pobres, designação que remonta à sua origem no século XV.

Na exposição “A Saúde de uma comunidade. Loulé na I Metade do Século XX”, patente na Casa Memória do Século XX Eng. Duarte Pacheco, pode descobrir mais sobre as instalações e funcionamento deste hospital na primeira metade do século XX.

Agora com visitas orientadas às quintas-feiras, nos horários 10h00, 11h30, 14h00 e 15h30.

Inscrições gratuitas e obrigatórias: [email protected].

Limite de inscrições por cada grupo: 4.

#museuloule
#loule2021

A peça que eu escolhi!Nós, enquanto membros da equipa do Museu Municipal de Loulé, acalentamos a paixão de cuidar do nos...
27/07/2021

A peça que eu escolhi!

Nós, enquanto membros da equipa do Museu Municipal de Loulé, acalentamos a paixão de cuidar do nosso legado cultural e contar a História das nossas raízes, não só através dos objetos que nos falam, mas também das memórias que as comunidades preservam entre si e partilham connosco.

Durante alguns meses apresentamos a equipa do Museu Municipal de Loulé e a variedade de coleções existente, muitas delas escondidas dos olhares curiosos de quem nos visita à procura da identidade do nosso povo.

F**a o desafio de conhecer as nossas coleções e dar a conhecer uma peça escolhida por si! Contacte-nos por email: [email protected].

Continue a fazer parte desta família, pois juntos construímos o nosso livro da vida que iremos um dia legar às futuras gerações…

Pela equipa do Museu,

Ana Rosa Sousa

#museuloule
#loule2021
#apeçaqueeuescolhi

A peça que eu escolhi!

Nós, enquanto membros da equipa do Museu Municipal de Loulé, acalentamos a paixão de cuidar do nosso legado cultural e contar a História das nossas raízes, não só através dos objetos que nos falam, mas também das memórias que as comunidades preservam entre si e partilham connosco.

Durante alguns meses apresentamos a equipa do Museu Municipal de Loulé e a variedade de coleções existente, muitas delas escondidas dos olhares curiosos de quem nos visita à procura da identidade do nosso povo.

F**a o desafio de conhecer as nossas coleções e dar a conhecer uma peça escolhida por si! Contacte-nos por email: [email protected].

Continue a fazer parte desta família, pois juntos construímos o nosso livro da vida que iremos um dia legar às futuras gerações…

Pela equipa do Museu,

Ana Rosa Sousa

#museuloule
#loule2021
#apeçaqueeuescolhi

Endereço

Rua D. Paio Peres Correia, N.º 17
Loulé
8100

Horário de Funcionamento

Terça-feira 10:00 - 16:30
Quarta-feira 10:00 - 16:30
Quinta-feira 10:00 - 16:30
Sexta-feira 10:00 - 16:30
Sábado 10:00 - 16:30

Telefone

+351289400885

Notificações

Seja o primeiro a receber as novidades e deixe-nos enviar-lhe um email quando Museu Municipal de Loulé publica notícias e promoções. O seu endereço de email não será utilizado para qualquer outro propósito, e pode cancelar a subscrição a qualquer momento.

Entre Em Contato Com O Museu

Envie uma mensagem para Museu Municipal de Loulé:

Vídeos

Museus nas proximidades


Outra museus em Loulé

Mostrar Todos